16.5.12

 

 

Supertaça de Portugal - Vencemos por 2-1 o Guimarães.

 

Supertaça Europeia - Perdemos 2-0 a final contra o Barça mas deixamos uma boa imagem. 

 

Liga dos Campeões - Eliminados da fase de grupos. Num grupo acessível não fomos alem do 3º lugar. 

 

Liga Europa - Fomos goleados nos 1/16 de Finais contra o Man City. Não merecíamos um resultado tão pesado. 

 

Taça de Portugal - Fomos eliminados na 4ª Eliminatória com uma goleada em Coimbra.

 

Taça da Liga - Eliminados nas meias finais. 

 

Campeonato Nacional - Melhor ataque, melhor defesa e acabamos com 6 pontos de avanço sobre o segundo. Justíssimo. 

 

 

Análise

 

Se calhar o momento da época até aconteceu antes de ela começar. André Villas-Boas que dizia estar na cadeira de sonho, afinal a 3 dias de começar a pré-época abandonou o Porto e foi para o Chelsea. Pinto da Costa promoveu Vítor Pereira para treinador principal na esperança que desse continuidade a grande época passada. Depois de uma época onde ganhamos tudo e da saída do líder da equipa, alguns jogadores ficaram com ideias de saída, mas depois de perder o treinador a SAD queria manter o máximo de jogadores, mas ter jogadores contrariados foi um dos grande problemas desta época. 

 

Qualidade de jogo - Ficou aquém dos esperado, depois de uma época de sucesso e de grandes jogos esta época o nível exibicional desceu bastante. Defensivamente demos conta do recado mas no ataque fomos sempre muito dependentes de momentos individuais nomeadamente do Hulk. A lentidão, a falta de dinâmica e de ideias marcou muitos dos nossos jogos. 

 

SAD - Investimos muito dinheiro em jogadores jovens com muito potencial, certamente irá trazer os seus frutos a nível desportivo e financeiro num futuro próximo. Mas não contratamos ninguém para o lugar de Falcao, ele que foi a única saída importante. Kléber ainda é muito jovem, precisávamos de um jogador com mais estatuto para o presente. Uma grande falha que prejudicou muito a equipa.

 

Em Janeiro a chegada de Lucho foi uma grande ideia, a sua liderança e qualidade foram fundamentais para o que restava da época, Janko também teve os seus momentos e permitiu a Hulk voltar para a sua posição. Com vontade de sair Belluschi, Fucile, Walter, Guarín e Souza foram emprestados. 

 

Vítor Pereira - Não é fácil passar de adjunto a principal de uma época para outra, a confiança e a proximidade que um adjunto tem com o grupo de trabalho tinha que ser bem diferente. Teve a coragem de aceitar o desafio. Nos primeiros 5/6 jogos da época VP já tinha feito mais rotação do que em toda a época passada. Tentou agradar a todos os jogadores mas acabou por ter um efeito contrario. No inicio da época é fundamental ter um 11 base e a partir daí fazer as alterações necessárias. A anarquia táctica vista em alguns jogos era desesperante, percebia-se que os jogadores nem sempre percebiam as ideias do VP.

 

A tentativa no inicio da época de jogar sem um verdadeiro trinco, ver o Maicon como defesa direito, Hulk como ponta de lança, Lucho como segundo avançado, não dar a possibilidade ao James de começar no meio campo, foram algumas das criticas que fui fazendo ao Vítor Pereira ao longo da época. 

 

A nível de comunicação Vítor Pereira teve sempre muitas dificuldades, mas penso que com o andar da época foi melhorando, é obvio que nunca será o AVB, mas já tem um nível aceitável. 

 

Como Homem não tenho nada a dizer. Trabalhador, sempre com vontade de aprender com os erros e de triunfar com o seu clube de coração. No dia da vitória do Campeonato deu uma lição de humildade e esqueceu todas as critica que levou durante a época. 

 

 

Jogador do Ano - HULK

 

Foi sem dúvidas o melhor jogador do Porto está época, aquele que fez a diferença e nos momento difíceis levou a equipa as costas. 

 

 

Conclusão: Na verdade ganhamos o BiCampeonato de uma forma justíssima, melhor ataque e melhor defesa e nos momentos chaves a equipa respondeu sempre presente. Foi por nosso mérito que ganhamos e não por demérito dos outros. Depois da (única) derrota em Barcelos tive medo mas nunca duvidei que fosse possível sermos campeões. A nível europeu foi uma época totalmente falhada. Tendo em conta as circunstancia, conseguimos o principal objectivo, logo a época foi positiva mas fica a sensação clara... que podemos e devemos fazer mais. 

 

link do postPor 100% Dragão, às 21:07 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Estádio do Dragão
Maio 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

14
15
17


29
30
31


subscrever feeds
blogs SAPO