1.5.11

 

Vitória de Setúbal 0-4 FC PORTO

 

Com o título garantido Villas-Boas alterou quase toda a equipa, só manteve Otamendi, A. Pereira e o Guarín da equipa base. 


  

Apesar de um 11 com menos entrosamento e ritmo que o habitual, o Porto continuou com as excelentes exibições. Começamos por dominar desde o inicio do jogo. Com um auto-golo de Valdomiro, aumentou o domínio, que o Porto manteve até ao fim. Perto do final da primeira parte depois de um canto batido pelo James (até que enfim que alguém sabe bater cantos) Otamendi finalizou de cabeça. 

 

A segunda parte começa como acabou a primeira, o Porto dominava por completo, depois de um passe de ruptura do Guarin, James assiste Walter para o terceiro golo. Seguiram-se várias oportunidades de golo, Walter por exemplo mandou uma bola a barra, e com passar do tempo baixamos o ritmo e o Setubal ainda criou alguns problemas que Beto resolveu muito bem, até defendeu um penalti. Mesmo no fim para dar justiça do marcador Varela fez o gosto ao pé.

 

Tendo em conta as circunstancias, este foi mais uma demonstração de força da nossa equipa e em especial da capacidade do Villas-Boas, mesmo os jogadores menos utilizados sabem perfeitamente o que fazer em campo. Nunca vi uma equipa tão bem trabalhada, temos um treinador e um plantel verdadeiramente especial.

 

FC PORTO:

 

Beto – Na primeira parte foi um espetador, na segunda fez 2 ou 3 excelentes defesas, mas o ponto alto foi ter defendido um penalti, logo hoje que fazia anos. Parabéns!

 

Sereno – Impressionante como corre o jogo todo, apesar de ser um central adaptado, dá muita profundidade ao flanco direito, talvez a melhor exibição desde que chegou ao Porto, e talvez esta seja a sua melhor posição para ele.

 

Otamendi – Absolutamente imperial na defesa e ainda fez um golo. Perfeito

 

Maicon – Excelente exibição, ao contrário de outros jogos, parecia muito confiante.

 

A. Pereira – Como sempre muito em jogo a dar profundidade ao seu flanco, na primeira parte mandou uma bola ao Poste numa excelente jogada.

 

Souza – Jogou a trinco, uma posição que não o favorece. Entrou bem no jogo, muito tranquilo demonstra ter muita classe, depois da saída do Guarín adiantou-se em campo numa fase em que já se notava a fadiga.

 

Rúben Micael – Bom jogo, muito do jogo passou por ele.

 

Guarín – Tal como Ruben esteve muito em jogo, fez um excelente passe de ruptura para o James que acabou por dar golo, e ainda cruzou para a cabeça do Walter mandar a barra.

 

Mariano Gonzalez – Muito activo pressionou bastante, trabalhou muito, esteve perto de fazer o golo a passe do Walter, algumas vezes poderia ter decidido melhor.

 

Walter – Tinha jogado alguns minutos em Portimão, mas foi hoje que Villas-Boas lhe deu uma verdadeira oportunidade, e aproveitou muito bem, fez um golo, mandou uma bola a barra, ofereceu um golo ao Mariano, trabalho muito, pena a falta de concentração demonstrada no lance do penalti que ele cometeu estupidamente.

 

Fernando – Entrou para fazer descansar o Guarín, não entrou bem, com o tempo estabilizou.

 

Kieszek – Entrou para ser Campeão! Teve uma falha que poderia ter custado um golo.

 

Varela – Entrou bem, e no ultimo minuto fez um excelente golo.

 

 

MELHOR EM CAMPO:


James Rodriguez – mais um jogo para provar que tem muito, mas mesmo muito talento, esteve ligado a três golos, Foi ele que cruzou para o auto-golo, foi ele que bateu o canto para a cabeça do Otamendi e foi ele que ofereceu o golo ao Walter… foi ele que espalhou classe pelo relvado.

 

 

 

 

 

 

Vitória dedicada pelos jogadores e pelo Villas-Boas ao fisioterapeuta Sr. Eduardo Braga que se encontra internado. 

 

Quinta-feira a mais... Dá gosto ver este Porto! 

link do postPor 100% Dragão, às 23:15 

De Manuel Vila Pouca a 1 de Maio de 2011 às 23:50
Mesmo quando e muito bem, resolvemos poupar. E hoje poupamos quase uma equipa inteira - dos que jogaram frente ao Villarreal, só jogaram de início, Álvaro, Otamendi e Guarín, mais tarde, Fernando e Varela, que jogaram 26 e 17 minutos, respectivamente, sendo que o português tinha jogado apenas na segunda-parte frente aos espanhóis...
Começamos a dominar, mas lentos, sem criar oportunidades e é verdade que tivemos a sorte de marcar, num auto-golo de Valdomiro, mas a partir daí e até ao fim do jogo, foi mais um passeio do Campeão.

Sob a batuta de um menino de 19 anos, James Rodríguez, colombiano e que não quer ficar atrás dos seus compatriotas, os muito badalados F.Guarín e R.Falcao, o conjunto de André Villas-Boas dominou, controlou marcou e com o 2-0 em cima do intervalo, o jogo ficou resolvido. Só um tipo "passado", como Ricardo Silva - nunca mais perdoou ao F.C.Porto tê-lo dispensado -, é que pode colocar reticências ao triunfo do Dragão. E meus caros, não há muito mais a dizer sobre o jogo a não ser que Walter voltou a marcar, Otamendi também, assim como Varela. Que é a 16 vitória consecutiva; que temos 80 pontos e que o mais, maior, melhor, grande clube do mundo já está a 21 pontos, até ao momento, a maior diferença da história; e que estamos a duas vitórias de fazer mais história, conseguir um campeonato sem derrotas e com apenas dois empates, igualando o feito do Benfica de Hagan, nos longínquos anos 70, do Século passado.

A naturalidade com que o F.C.Porto ganha e não só ganha, como goleia, é algo que nos faz recuar e relembrar a frase de Jesualdo: "No F.C.Porto, ganhar é como escovar os dentes".
Uma palavra final de parabéns ao Beto, que faz anos e deu uma prenda a ele próprio: defendeu um penalty - é um especialista. E para Kieszek que se estreou e assim, também é Campeão...


PS - Mais um fim-de-semana em Grande para o Dragão. Vitórias no futebol, hóquei, andebol e basquetebol.
No futebol já somos Campeões em seniores e juniores; no andebol lideramos e precisamos apenas de uma vitória, em três jogos, para sermos Campeões, Tricampeões, quero dizer; no hóquei a quatro jornadas do fim, também vamos em primeiros e podemos ser...Decacampeões; no basquetebol e nas meias-finais do play off temos a vantagem de 2-0 e estamos a apenas a uma vitória da final, onde teremos o factor casa a nosso favor.
Se isto não faz de nós um clube fantástico, não sei o que é um clube fantástico...

Um abraço

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Estádio do Dragão
Maio 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9



30


subscrever feeds
blogs SAPO