24.7.11

 

 

 

 

 

Em dia de apresentação, como esperado não houve qualquer surpresa, todos os jogadores que participaram na pré-época foram apresentados.

 

O jogo foi contra os Uruguaios do Peñarol, a fazer lembrar a final ganha da taça intercontinental em 87.

 

O 11 inicial sem surpresas tendo em contra as muitas ausências, só Otamendi ficou de fora dos que normalmente serão titular.

O Jogo começou para o Porto com o "meio golo" do Kleber, mas contra uma equipa que apenas defendeu  o Porto não demonstrou muita imaginação para entrar na defesa adversaria, pouca velocidade, alguns passes errados e um meio campo que não funcionou. 

 

Na segunda parte, o jogo continuou igual, como sempre muitas substituições, trouxeram mais velocidade ao jogo, Hulk sofreu e marcou o penalti que deu o segundo golo a nossa equipa. O melhor ficou para o fim com a jogada do terceiro golo, Kelvin que respira talento, entrou pelo lado esquerdo trocou os olhos a um adversário e deu o golo ao Atsu que ao falhar permitiu uma excelente finalização do Walter. 

 

Os pontos mais positivos do jogo foi a forma como o Porto pressionou e jogou alto no terreno, e como acontecia no ano passado muita posse de bola. Gostei mais uma vez o Kleber que é o reforço que mais se tem destacado. 

 

Não gostei do meio campo, principalmente na primeira parte, Moutinho esteve discreto, Souza jogou bem mas sempre com um ritmo baixo, melhorou na segunda parte e o Ruben que continua a desperdiçar oportunidades para mostrar o seu valor, muito displicente. 

 

 

Conclusão: Não foi um "jogão" mas foi o suficiente para uma vitoria justa e clara de 3 a 0. Lembrar que estamos na pré-época e que ainda faltam muitos jogadores importantes. 

 

 



 


PS: Parabéns ao Uruguai e especialmente aos nosso A.Pereira e C.Rodriguez pela vitória na Copa América. 

link do postPor 100% Dragão, às 21:06 

De Manuel Vila Pouca a 25 de Julho de 2011 às 07:47
Na apresentação aos seus adeptos que compareceram em muito bom número, uma exibição simpática do F.C.Porto. Melhor na segunda que na primeira-parte, um Porto a meio gás, chegou e sobrou para dominar e ganhar, naturalmente, a um Peñarol fraquinho, incipiente, incapaz de causar o mínimo problema ao Campeão.

Foi um jogo típico de pré-época, com algumas desconcentrações, facilitismos, excessos e individualismos, principalmente após o primeiro golo e até ao intervalo. Melhorou o Dragão na segunda metade, em que foi mais rápido, esclarecido e acabou muito bem, com os jovens Castro, Kelvin, Djalma, principalmente estes três, a tentarem e a conseguirem mostrar serviço. Serviço mostrou também Kléber, um ponta-de-lança como gosto, rápido, versátil, bom de bola e que aparece bem a finalizar, embora tenha de afinar a pontaria. Se nos lembrarmos que faltaram Falcao, Guarín, James, Álvaro, Danilo, Alex Sandro e Iturbe, por compromissos com as selecções e Fernando por estar lesionado?, temos de concluir que temos um plantel muito bom e gente de qualidade para formar uma excelente equipa. Se não vier por aí nenhum terramoto que nos leve dois ou três jogadores do núcleo duro, em 2011/2012 o Campeão será fortíssimo e as expectativas elevadas.

Gostei do Kelvin, tem pormenores deliciosos e um grande talento, mas calma, foi apenas um jogo e frente a uma equipa fraca. Aguardemos os próximos capítulos, jogos com maior grau de dificuldade, para fazermos um melhor juízo de valor. Será que com James, Djalma, Hulk, Varela, Iturbe e não sei se com C.Rodríguez, para as alas, o melhor para ele é ficar no plantel?

Abraço


De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Estádio do Dragão
Julho 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
15

18
22

25
26
27
28
29
30

31


subscrever feeds
blogs SAPO