25.5.11

 

JÁ SÓ FALTAM DUAS “FINAIS”

O FC Porto Império Bonança bateu, esta quarta-feira, a Física de Torres Vedras (7-3) e continua a liderar o campeonato nacional. Mais importante do que isso, está apenas a duas vitórias do decacampeonato. Barcelos é o próximo destino (sábado, 18h) e, depois, fica a faltar a recepção à Oliveirense. No Dragão Caixa, Reinaldo Ventura foi a figura de destaque, com quatro golos (três deles de penalti).

O filme da primeira parte pode ser contado em poucas palavras: muita posse de bola do FC Porto, várias intervenções difíceis do guarda-redes forasteiro, Carlos Coelho, e muita eficácia da equipa de Torres Vedras, que fez poucos remates e que se apresentou muito fechada. Os Dragões responderam com um alto índice de aproveitamento nas “bolas paradas”, que lhes garantiria o triunfo.

Os azuis e brancos chegaram à vantagem aos nove minutos, através de um penalti apontado por Reinaldo Ventura, castigando falta sobre Pedro Gil. A Física empatou no minuto seguinte. Aos 13, uma carga de Samuel Lima sobre Pedro Gil deu origem a um livre directo, convertido pelo espanhol. Tal como aquando do 1-0, os forasteiros empataram no ataque seguinte. Mas os Dragões sairiam para o intervalo em vantagem: Reinaldo Ventura converteu novo penalti, após falta de Vítor Fortunato sobre Gonçalo Suíssas.

Edo Bosch também não deixou de ter um papel neste triunfo e isso foi visível, por exemplo, aos 29 minutos, quando evitou que Carlos Gomes, isolado, empatasse a partida. Sete minutos volvidos, nova falta na área de Samuel Lima valeu-lhe o cartão azul e um penalti para o FC Porto. Reinaldo Ventura não perdoou e deu pela primeira vez uma vantagem de dois golos à formação da casa. Em situação de “power-play” (mais um jogador em pista), Pedro Gil, de meia distância, fez o 5-2 e resolveu a questão do vencedor da partida.

Os forasteiros estenderam-se, então, um pouco mais na pista, proporcionando mais situações de remate aos azuis e brancos. Foi assim que André Azevedo, de primeira, assistido por Pedro Gil, fez o 6-2, aos 43 minutos. Reinaldo Ventura, em mais um livre directo, estabeleceu o resultado final, aos 46 minutos.

Na sala de imprensa, o técnico Franklim Pais analisou o encontro: “Foi uma vitória difícil, mas já contávamos com isso. Jogámos frente a uma equipa com muita experiência e que não proporciona contra-ataques. Viemos de uma competição europeia, com dois jogos consecutivos, muito desgastantes, quer a nível físico quer psicológico. Conseguimos ser muito eficazes nas ‘bolas paradas’, numa vitória que foi muito valorizada pelo adversário. O campeonato vai-se ganhar nos pormenores e quem aguentar a pressão vai ser campeão. Nós estamos habituados à pressão”.

FCPORTO.pt 

 

 

Estamos a duas vitórias do DECA...

 

Próximo jogo no sábado em Barcelos. 

 

Força Porto!

link do postPor 100% Dragão, às 23:34 

De Armando Pinto a 26 de Maio de 2011 às 01:33
Está quase... Falta o jogo em Barcelos e depois a consagração com a Oliveirense, na despedida do Tó Neves, o próximo treinador. Mas tem de se ter os pós bem assentes... sobre os patins. Deca no horizonte!

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Estádio do Dragão
Maio 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9



30


subscrever feeds
blogs SAPO