2.11.12

 

 

FC PORTO 5-0 Marítimo 

 

Vítor Pereira repetiu o 11 do ultimo jogo. 

 

O Porto entrou muito bem. Alias jogamos muito bem durante os 90 minutos. Logo ao 4º minuto depois de uma grande jogada colectiva, vários passes ao primeiro toque com Jackson a finalizar. Continuamos a carregar a procurar mais golos mas começaram os azares, Fernando lesionou-se e entrou o Defour. Pouco depois foi a vez do Maicon se lesionar, esperemos que não seja nada de grave. Apesar das lesões o Porto continuou a dominar o jogo e Varela com um grande remate deu justiça ao resultado. 

 

Na segunda parte continuamos a dominar, pressionamos muito bem e fomos muito dinâmicos, o Marítimo não fez rigorosamente nada. Jackson isolado voltou a ultrapassar o GR e marcou. 8 jogo 8 golos. Depois apareceu o outro Colombiano James Rodriguez, fez 2 golos e fechou o marcador que traduz bem o que se passou em campo. Nota ainda para a 3º lesão do jogo, Helton foi a ultima vitima. 

 

Hoje fomos muito fortes!

 

Claro que alguns vão dizer que o Marítimo é que é fraco, mas não, hoje há grande mérito da nossa equipa. Este foi para mim o melhor jogo desta época, no Dragão temos conseguido fazer na maioria das vezes jogos muito positivos, temos que ter capacidade para fazer jogos de grande qualidade fora de casa. 

 

Destaques Positivos: O colectivo. 

 

Destaques Negativos: Novamente o relvado. Agora se calhar contribuiu para a lesões dos nosso jogadores. 

 

 

Conclusão: Fizemos um grande jogo. Mérito para toda a equipa e para o Vítor Pereira. Para mim o melhor jogo desta época, queremos mais jogos destes. Pena as 3 lesões e o relvado que continua mau, esperemos que as lesões não sejam grave. 

 

link do postPor 100% Dragão, às 22:21  Comentar

De Anónimo a 2 de Novembro de 2012 às 23:09
Boas ,

Ha jogos imaculados e hoje foi um deles ... o FCP esteve a altíssimo nivel quer em termos individuais quer em termos colectivos. Apesar dos comentarios do costume do freitas lobo e os comentadores do regime que insistem em menosprezar as vitorias do PORTO justificando, neste caso, com o Marítimo mais "macio" o Porto deu o mote para o jogo da champions.
Para mim e sou suspeito, melhor jogador foi o Varela, ao contrario de muitos portistas considero o Silvestre Varela um grande jogador e a demonstração disso foi mais um excelente golo. Não tenho memoria curta e se bem se lembram na epoca do libras boas o Varela esteve em excelente nivel, provavelmente ofuscado por dois foras de serie como o Falcao e o Incrivel ...
Resumindo e concluindo ... Muito, mas muito Bom !!!!

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.pt/

De paulo a 2 de Novembro de 2012 às 23:12
Boa noite,

Não foi ópera mas foi cha-cha cha ao ritmo d’El Bandido e sob a batuta de Moutinho.

Jogo colectivo, jogadas de envolvimento, solos individuais de magia, foram os condimentos para uma grande noite no Dragão.

Destaque para James, que rubricou uma grande exibição. Marcou e deu a marcar, e conjuntamente com Varela e Jackson foram o furacão que varreu os insulares.
Jackson “cha-cha-cha” Martinez, cada vez mais confirma os predicados que levaram o FC Porto a apostar num avançado que jogava no desconhecido campeonato mexicano. Bisou na partida, e ficou a dever ainda mais golos.
Está confiante, e é com uma frieza incrível que fura as redes adversárias. Seis jogos seguidos a marcar, e oitavo golo na conta pessoal para o campeonato.
Varela, surge num grande momento de forma, dinâmico no corredor, rematador, fez o golo da noite! Fantástico!
Por último nota de destaque para o maestro Moutinho. Duas grandes assistências para golo e um trabalho muito sólido no meio campo, num jogo em que a responsabilidade do jogo ofensivo passou sempre pelos seus pés.
Nota negativa para as lesões que foram demasiadas.
Importante a vitória, que moraliza a equipa antes da deslocação a Kiev.
Há que manter a dinâmica e atitude, evoluir tranquilamente, pois não podemos adormecer e conceder aos adversários golos fruto de azelhices, como as que sucederam nas anteriores jornadas.

É pena que o frio meteorológico aliado ao frio nos bolsos, tenha afastado do jogo de hoje muitos adeptos, que perderam um excelente jogo de futebol por parte da nossa equipa.

Abraço e bom fim de semana

Paulo

pronunciadodragao.blogspot.pt

De Manuel Vila Pouca a 3 de Novembro de 2012 às 09:37
Apenas 27.609 espectadores estiveram esta noite no Dragão. Pena, não sabem o que perderam...

Mesmo com problemas causados por duas lesões, Fernando e Maicon, ainda na primeira-parte, que obrigaram a alterações inesperadas, o bi-campeão arrancou para uma exibição de grande qualidade, goleando e vulgarizando um Marítimo incapaz de se opor a um F.C.Porto, individual e colectivamente, inspirado. Foi, como diz o outro, uma exibição para ninguém botar defeito.
Tanto nos 45 minutos iniciais, como na etapa complementar, os pupilos de Vítor Pereira capricharam em oferecer, aos certinhos, aqueles que nunca ficam em casa, um manancial de jogadas de fino recorte e golos bonitos. Teve tudo o futebol portista: organização, posse, ritmo, pressão, largura, profundidade, contundência atacante e ao contrário do que acontece algumas vezes, não dormimos à sombra da bananeira, marcamos um, fomos à procura de outro e mais outro. Nunca Kiev esteve no pensamento dos profissionais portistas, exemplo mais flagrante, Lucho a esticar-se todo para chegar a um a bola, já no fim do jogo e com o resultado mais que decidido. Acabamos nos cinco, mas ainda podíamos ter marcado mais. Dizia o presidente do Marítimo, antes do jogo, que seriam galácticos contra coitadinhos. Pois, mal ele sabia que estava a ser premonitório. Quase foi preciso um pacote, tantas vezes os jogadores madeirenses tiveram de usar o guardanapo. Não faltou Cha e café colombiano, do melhor.

Notas finais:
Temos e isso é claro, jogadores de grande talento e alguns brilharam muito esta noite, mas este Porto de classe, Vintage, que goleou o Marítimo, valeu sobretudo pelo colectivo. Foi Porto de mais e que obrigou a haver Marítimo de menos. Não tenhamos medo de o dizer, para reticências já bastam as dos mesmos de sempre. Mas atenção!, não podemos, nem devemos, embandeirar em arco, entrar em grandes euforias, porque tivemos uma noite de estrelas. Seguiremos o nosso caminho com a tranquilidade de que o caminho faz-se caminhando. Umas vezes melhor, outras pior, mas sempre Porto.

Espero que as lesões de Helton, Fernando e Maicon não sejam graves e possam estar em condições de jogar em Kiev.

Vamos dormir no primeiro lugar e ficar à espera do que faz amanhã o mais maior, melhor, grande clube do mundo. Têm de fazer, no mínimo, igual.

O Colina português, tende a complicar mesmo um jogo fácil de dirigir.

Abraço

Desde 22/04/2011
FC PORTO 2012
Supertaça
Bi-Campeões
Este é o Nosso Destino
A vencer desde 1893
Taça dos Campeões Europeus 1987
Taça Intercontinental
1987
Supertaça Europeia
1988
Taça UEFA
2003
Liga dos Campeões
2004
Taça Intercontinental
2004
Liga Europa
2011
Estádio do Dragão
Modalidades
Andebol - Tetra Campeões
Hóquei em Patins
Basquetebol
Origem da Visita
free counters
Novembro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
15

19
20
23

25
27
29
30


Contador
blogs SAPO