31.3.14

 

 

Nacional 2-1 FC PORTO

 

Com Mangala e Varela fora da convocatória Luís Castro promoveu Abdoulaye e Licá ao 11 inicial. 

 

A primeira parte foi péssima. Nunca conseguimos controlar o jogo, em muitos momentos do jogo o Nacional esteve melhor do que nós. Assim não foi surpresa quando sofremos um golo nem foi surpresa o facto do golo nascer num claro fora de joga não assinalado. Só tivemos uma verdadeira oportunidade quando Jackson isolado permitiu a defesa do GR adversário. 

 

A segunda parte foi bem diferente, o Porto dominou por completo. Luís Castro fez entrar Quintero e Ghilas e logo no primeiro minuto chegamos ao empate, jogada construída pelos recém entrados e finalizada por Jackson. O problema é que pouco depois sofremos o 2º golo, Abdoulaye mais uma vez mal na marcação. O Porto pressionou muito, massacramos mas não conseguimos marcar... ou até conseguimos mas o bem conhecido artista Capela fez mais uma vez das suas, invalidou mal um golo ao Jackson. Ainda falhamos um penalty por Quaresma e muitas outras oportunidades. No final Quaresma foi "picado" por um adversário e houve uma pequena confusão, Quaresma tem que ser mais inteligente nestas situações, não pode cair nessas armadilhas. 

 

Enfim... Depois da arbitragem de Alvalade, agora apareceu o Capela. Este ano, eles nem vão ter a necessidade de utilizar o trunfo Bruno Paixão porque o nosso Campeonato acabou... vamos acabar em 3º. Agora a nossa prioridade tem que ser a Liga Europa e a taça de Portugal, o campeonato será bom para rodar jogadores e dar oportunidades a jovens, tal como o Reyes, Ricardo, Quintero e até... Gonçalo Paciência. pelo menos gostava que Luís Castro desse oportunidades a jovens, seria a maneira de ganhar jogadores para o futuro. 

 

 

link do postPor 100% Dragão, às 19:29  Comentar

27.3.14

 

 

FC PORTO 1-0 Benfica 

 

Luís Castro guardou uma surpresa para o 11. Herrera que tem sido suplentes deste que o novo treinador chegou foi agora opção, Carlos Eduardo foi para o banco. 

 

Entramos muito bem no jogo, pressão muito alta que não deixou o benfica respirar que se limitou a jogar ao pontapé para a frente. A equipa entrou com uma excelente atitude, confiante, sem medo... gostei. Tínhamos mais posse de bola e estávamos na maioria das vezes instalados no meio campo deles, basicamente estávamos a dominar. E o golo chegou cedo, Quaresma bateu o canto que encontrou a cabeça de Jackson Martinez... e que grande cabeçada. Em vantagem o Porto continuava a dominar. Varela falhou isolado em frente a Artur e ainda tinha Jackson ao seu lado, pena. Os minutos finais foram mais divididos. 

 

A 2ª parte foi mais equilibrada mas mesmo assim as melhores oportunidades foram nossas. O benfica subiu as linhas e pressionou um pouco mais. O Porto adaptou-se ao jogo e tirando as bolas paradas não deu hipóteses ao clube visitante. Numa dessas bolas paradas Fabiano teve que responder com uma grande defesa. Mas as melhores oportunidades foram nossas. Em primeiro foi Jackson a mandar a bola ao poste e Carlos Eduardo por pouco fazia a recarga. Luís Castro arriscou perto do fim com a saída do Defour pelo Quintero... O Colombiano teve o 2º golo nos pés mas hesitou e acabou por falhar, com mais confiança teria feito o golo.  

 

Fizemos um grande jogo. Mas é impossível estar totalmente satisfeito, merecíamos um melhor resultado. Uma diferença com 2 ou 3 golos teria sido justo. Assim está tudo em aberto para a 2ª mão. 

 

Nota final para os nossos adeptos...

 

  

 

 

link do postPor 100% Dragão, às 02:40  Ver Comentários (16) Comentar

24.3.14

 

 

FC PORTO 1-0 Belenenses 

 

Com Quaresma, Fernando e Danilo castigados, Luís Castro escolheu Ghilas, Josué e Ricardo (regresso do Alex Sandro) para os substituir. 

 

A primeira parte foi terrível. Muito fraco mesmo. Sem dinâmica, sem velocidade, sem chama... ao contrario do que aconteceu em Nápoles. Não há muito a dizer. Varela atirou a bola ao ferro respondeu pouco depois o Belenenses também enviando uma bola ao poste. De relevante notar a expulsão do jogador do Belém de forma justa. 

 

Na segunda parte o jogo continuava mau. Os primeiros 20 minutos foram do nível da 1º parte. Na ultima meia hora o Porto carregou com tudo, Luís Castro lançou Quintero e Kelvin e criamos várias oportunidades. O golo apareceu de forma lógica e natural. Quintero foi o homem que resolveu o jogo. 

 

O jogo foi bastante fraco mas o mais importante foi conseguido. Fiquei surpreendido com a opção de Luís Castro em alinhar a equipa titular. Temos jogo contra o benfica já na 4ª e a equipa dá sinais de estar cansada... principalmente o Jackson Martinez. Veremos se fisicamente a equipa estará a altura para o que resta da época. Espero que Luís Castro comece a rodar o plantel, ainda temos algumas competições para ganhar. 

 

link do postPor 100% Dragão, às 16:38  Comentar

21.3.14

 

 

Nápoles 2-2 FC PORTO

 

Com muitas ausências na defesa Luís Castro foi obrigado a inventar, Ricardo fez o seu primeiro jogo da carreira como defesa esquerdo, Reyes foi titular ao lado do Mangala. 

 

Como uma defesa jovem e digamos feita aos remendos era obvio que íamos sofrer muito no San Paolo... e sofremos. Na primeira parte a equipa da casa teve várias oportunidades, o inicio de jogo foi complicado. Fabiano que era outra das novidades esteve fantástico, conseguiu adiar o golo Italiano que acabou por chegar aos 20 minutos, Ricardo que não esta habituado a jogar na defesa estava mal posicionado e colocou em jogo o avançado adversário. Com o golo a equipa Italiana baixou o ritmo e recuou no terreno procurando jogar em ataques rápidos. Da primeira parte o positivo é que conseguimos sair vivos, isto é, com hipóteses de discutir a eliminatória. 

 

A 2ª parte foi diferente mas o inicio voltou a ser complicado para nós. O Nápoles procurou o golo mas mais uma fez Fabiano esteve em grande. A equipa foi ganhando confiança ao longo do jogo, Luís Castro meteu Josué e Ghilas no jogo e o Porto melhorou bastante. Poucos minutos depois Fernando com um excelente passe isola Ghilas que finaliza. Golo fundamental já que agora só sofrendo 2 golos é que poderíamos ser eliminados. No lance seguinte Defour manda a bola ao poste, o Porto estava claramente melhor no jogo. Mas o momento do jogo estava para vir... Quaresma passa por 2/3 jogadores e com um grande remate fez um golaço. Que enorme alegria. Perto do fim o Nápoles fez o golo do empate que não mudava nada. 

 

Foi um grande jogo. É verdade que tivemos momentos muito complicados, principalmente na 1ª parte, mas a equipa soube sofrer, tivemos muito carácter. Fabiano esteve em grande e Luís Castro foi muito feliz nas substituições. 

 

Agora o próximo adversário é o Sevilha. Equipa forte que tem tido altos e baixos ao longo desta época. Não será nada fácil mas o Porto é o favorito. Eu acredito. Força Porto! 

 

link do postPor 100% Dragão, às 15:53  Ver Comentários (2) Comentar

17.3.14

 

 

Sporting 1-0 FC PORTO

 

Com Maicon lesionado a única alteração no 11 foi a entrada do Abdoulaye.

 

A primeira parte foi equilibrada mas só a nossa equipa criou oportunidades de golo. Em primeiro foi Varela a permitir a defesa de Rui Patrício depois de uma grande jogada do Quaresma. Este ultimo pouco depois com um grande remate fez a barra abanar. Já dentro do ultimo minuto da 1º parte Jackson tem tudo para fazer o golo só que Cedric com um claríssimo empurrão não deixa o Colombiano finalizar, penalty que fica por marcar. 

 

A 2ª parte começou com o golo do Sporting, golo esse totalmente irregular como se pode ver na imagem, André Martins esta em fora de jogo. Abdoulaye ficou muito mal na fotografia do golo, muito mal colocado. O Porto sentiu muito golo, não conseguimos reagir. Não conseguimos criar nenhuma verdadeira oportunidade de golo na 2ª parte. Perto do fim, Proença ainda tinha mais um truque na manga, expulsou Fernando num pequena confusão o Brasileiro empurrou um adversário... patético. 

 

Não há muito a dizer, o jogo no geral equilibrado e fraco. Com um penalty sobre Jackson e o golo em fora de jogo, quem acabou por desequilibrar foi mesmo a equipa de arbitragem. Toda a semana a choramingar deu resultado.

 

Ultima palavra para o nosso Capitão Helton. Saiu com uma lesão muito grave e será operado amanha. Não joga mais esta época. Espero que possa recuperar para a próxima época, lesões desta gravidade com a idade que o Helton tem é sempre muito complicado. Força Helton! 

 

link do postPor 100% Dragão, às 02:37  Comentar

13.3.14

 

 

FC PORTO 1-0 Nápoles 

 

Luís Castro só fez uma alteração no 11, entrou Alex Sandro e Mangala foi para o seu lugar. 

 

O jogo foi muito interessante. Na primeira parte o Porto controlou o jogo. A primeira meia hora foi muito boa. Depois de uma grande jogada Jackson remata para uma grande defesa do GR da equipa Italiana. Pouco depois o Porto chegou mesmo ao golo por Carlos Eduardo mas o arbitro assinalou MAL fora de jogo. Os últimos 10 minutos foram mais divididos. 

 

A 2ª parte foi muito boa. O ritmo do jogo foi elevado e teve várias oportunidades para as duas equipas. Helton por duas vezes salvou a equipas com duas excelentes defesas. Na resposta chegamos ao golo. Canto batido por Quaresma e Jackson Martinez bem colocado dentro da área finalizou. O Porto ficou perto do 2º golo quando Quintero colocou a bola no poste, incrível como a bola não entrou. 

 

Foi um belo jogo, na 2ª parte o jogo ficou partido e assim espectacular. O Porto em vantagem deveria ter controlado melhor o jogo, valeu Helton que fez uma bela exibição. Com golo mal anulado e a bola no poste podíamos ter feito mais golos mas o resultado é claramente positivo. 

 

A nível individual o meu destaque vai para o Fernando, enchem o meio campo, e agora que joga sozinho a trinco ainda se destaca mais. Defour tem sido a boa surpresa desde que o Luís Castro é treinador, grande exibição. Quintero entrou bem, apesar das dificuldades que desmontar ao nível táctico, um jogador com o talento dele tem que jogar mais vezes, Luís Castro percebeu isso. 

 

A eliminatória continua em aberto, em Nápoles o jogo será muito complicado... Força Porto! 

 

link do postPor 100% Dragão, às 21:59  Comentar

10.3.14

 

 

FC PORTO 4-1 Arouca 

 

A única novidade no primeiro 11 do nosso novo treinador foi o Defour. Herrera que voltou tarde do jogo da sua selecção ficou no banco. 

 

Para começar o nosso meio campo voltou ao normal, Fernando jogou sozinho à frente da defesa, acabou o duplo pivô. Aleluia! 

 

Entramos bem no jogo, a equipa demonstrou uma boa dinâmica, muita movimentação no ataque com vários passes ao primeiro toque. O jogo estava a ser agradável e o primeiro golo chegou com naturalidade. Varela foi empurrado nas costas dentro da área adversaria, Quaresma marcou o penalty. Pouco depois Carlos Eduardo com um excelente remate fez o 2º golo. Estava feito o mais difícil, 2 golos de vantagem e a exibição estava a ser agradável mas do nada o Arouca com muita sorte reduziu. A equipa sentiu muito o golo, voltou a intranquilidade. Para aumentar os nervos Quaresma falhou um penalty. 

 

A segunda parte pode ser dividida em duas, o inicio foi péssimo, a equipa jogava sobre brasas, muito intranquila. Luís Castro fez entrar Quintero e pouco depois o Ghilas e o Porto voltou a dominar o jogo e a criar problemas ao adversário. O golo da tranquilidade foi um golão. Ghilas que entrou para a ala cruzou e Quaresma de primeira finalizou com um grande remate. Por ultimo Jackson fechou o marcador depois do seu remate ter batido num adversário. 

 

A nossa exibição foi inconstante, tivemos bons e maus momentos. A equipa continua intranquila, bastou sofrer um golo para a equipa abanar. 

 

Como é obvio começar com uma goleada é óptimo para o Luís Castro, agora temos uma sequência de jogos complicados, vamos ver como é que a equipa responde... Venha o próximo jogo, no Dragão, contra o Nápoles. 

 

link do postPor 100% Dragão, às 00:05  Ver Comentários (1) Comentar

5.3.14

 

 

 

É oficial... Paulo Fonseca já não é o nosso treinador. Estou muito feliz com esta noticia, para mim já devia ter saída a algum tempo, Paulo Fonseca não demonstrou ter capacidade para ser treinador de uma equipa como o FCPorto. Agora também não vale a pena bater no ceguinho, desejo ao Paulo Fonseca que seja feliz. 

 

Luís Castro assume o lugar de forma interina. Falta saber o que significa o "interino", vai treinar a equipa somente este fim de semana? Ou vai treinar a equipa até o final da época? Vamos aguardar...

 

Para uma opção interina faz todo o sentido que seja o Luís Castro a opção escolhida, mesmo não achando que seja treinador suficiente para a nossa equipa A. Seja qual for o tempo que for nosso treinador espero que seja muito feliz. Recordar que a nossa equipa B é actualmente líder do Campeonato da 2ª liga, sinal do bom trabalho efectuado na nossa equipa B. 

 

link do postPor 100% Dragão, às 16:29  Comentar

Desde 22/04/2011
FC PORTO 2012
Supertaça
Bi-Campeões
Este é o Nosso Destino
A vencer desde 1893
Taça dos Campeões Europeus 1987
Taça Intercontinental
1987
Supertaça Europeia
1988
Taça UEFA
2003
Liga dos Campeões
2004
Taça Intercontinental
2004
Liga Europa
2011
Estádio do Dragão
Modalidades
Andebol - Tetra Campeões
Hóquei em Patins
Basquetebol
Origem da Visita
free counters
Março 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
14
15

16
18
19
20
22

23
25
26
28
29

30


Contador
subscrever feeds
blogs SAPO